História do Município.4

Atualizado: Nov 22

Rio Paraguaçu

O maior rio genuinamente baiano. Suas nascentes são diamantíferas, suas margens são férteis e navegável das cidades que banha até sua foz.
Este rio já foi a principal via de transporte e comunicação de toda a região da bacia

Na chapada Diamatina ocorre a formação do Rio Paraguaçu, outrora a principal via de transporte e comunicação de toda a região.


O nome Paraguaçu" vem do tupi e significa "mar grande", através da mesclagem dos termos pará ("mar") e gûasu ("grande"). No Brasil Colônia, foi escrito de várias formas: Paraguaçu, Paraoçu, Paraossu, Peroguaçu, Perasu, Peoassu e Peruassu.

Segundo historiadores, em 1504 os franceses já traficavam pelo Rio Paraguaçu com os nativos. Porém a sua descoberta é atribuída a Cristóvão Jacques, comandante da primeira expedição guarda-costas que chegou ao Brasil em 1526 para combater os franceses no contrabando do pau-brasil no litoral. Frei Vicente do Salvador, primeiro historiógrafo brasileiro, relata que Cristóvão Jacques, na ilha "dos Franceses" situada no baixo curso do Paraguaçu, encontrou duas naus da França ali ancorada, comerciando com os indígenas, afundando-as com equipagens e mercadorias.
Nasce no Morro do Ouro, Serra do Cocal, município de Barra da Estiva, Chapada Diamantina, segue em direção norte passando pelos municípios de Ibicoara, Mucugê e até cerca de 5km a jusante da cidade de Andaraí, quando recebe o rio Santo Antônio. Muda de direção em seu curso para oeste e leste, servindo como divisor entre os municípios de Itaeté, Boa Vista do Tupim, Marcionílio Souza, Itaberaba, Iaçu, Argoim, Santa Teresinha, Antônio Cardoso, Castro Alves, Santo Estevão, Cruz das Almas, Governador Mangabeira ,Cabaceiras do Paraguaçu, Conceição da Feira, Muritiba de São Félix, e as cidades de São Felix de Cachoeira e Maragogipe desemboca na Baía de Todos os Santos entre os municípios de Maragogipe e Saubara.

A ponte ferroviária sobre o Rio Paraguassu passa sobre o rio. Foi originalmente construída na E. F. Central da Bahia, depois encampada pela Viação Ferrea Federal do Leste Brasileiro, tendo em 1943 suas linhas anexadas a outras linhas da empresa, formando a linha Sul da "Leste".

A ponte foi inaugurada com a presença do Imperador Dom Pedro II - daí seu nome,
"Ponte Dom Pedro II" em 1885.
Ela sobrevive até hoje e, por causa da entrada das linhas, tanto de Cachoeira quanto de São Feliz, sobre a ponte em curva, causa um problema de trânsito incrível principalmente na última cidade. Uma variante na linha, para evitar este gargalo, vem sendo prometido desde os anos 1960.
1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo